Carregando

Aguarde, processando!

Receita de BLINIS, com Caviar e Champagne

Receita de BLINIS, com Caviar e Champagne

29/12/2019

Marcelo Copello

Champagne

125 Visitas

Este na foto é um caviar verdadeiro, ovas do peixe esturjão do mar Cáspio, caríssimo (cerca de R$ 5.000 por 100 gramas), o qual tive o privilégio de provar através de generosidade de um amigo. Confesso que já fico bem feliz e satisfeito com as imitações de caviar que a gente compra no Duty Free por 20 dólares e são estas que costumo usar em casa.

.

Como uma tradição em minha casa, fazemos nos dia 31/12 os blini (pronuncia-se bliní, que é o plural de blin), mini panquecas de origem russa/ucraniana. Estas min-delícias tradicionalmente são usadas para servir o caviar, junto com o creme azedo. É fácil de fazer e fica uma delíci!

.

Segue a receita:   

BLINI (mini-crepe com creme azedo e ovas)

.

Ingredientes:

100g de farinha de trigo • 170ml de leite, meio tablete (10g) de fermento biológico (de pão) 1 ovo •  100ml de creme de leite • 30ml de iogurte natural  • suco de 1/2 limão • sal • manteiga • caviar ou ovas em conserva

.

BLINIS - Diluir o fermento em 60ml de leite morno. Deixar descansar por 15 minutos. Aquecer o restante do leite. Separar a gema da clara. Colocar na batedeira a farinha, a gema e o sal. Acrescentar o leite aquecido e depois o leite contendo o fermento. Bater durante alguns segundos. Colocar esta mistura em recipiente de vidro, cobrir com um pano de algodão e deixar descansar durante uma hora e meia.

.

Ao final deste tempo bater a clara em neve, misturá-la levemente à massa que ficou descansando. Em uma frigideira ou chapa quente untada com manteiga fazer mini-crepes. Usar uma colher de copa como medida para a quantidade de massa em cada um.

.

CREME AZEDO - Bater o creme de leite em ponto de chantilly. Delicadamente, acrescentar o iogurte, o suco do limão e o sal. Levar ao refrigerador para que fique com consistência bem firme.

Finalização e montagem - Em cada blini acrescentar o creme azedo e por cima as ovas.

Vinho: Para acompanhar sugiro um Champagne bem seco ou outro espumante, de preferência já maduros (de safra mais antiga)

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com