Carregando

Aguarde, processando!

Marcelo Copello entrevista Donatella Cinelli Colombini, especial para o DIA DA MULHER

Marcelo Copello entrevista Donatella Cinelli Colombini, especial para o DIA DA MULHER

06/03/2019

Marcelo Copello

Itália

66 Visitas

Marcelo Copello entrevista Donatella Cinelli Colombini, especial para o DIA DA MULHER

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher publico hoje a entrevista que fiz recentemente na Toscana, com Donatella Cinelli Colombini, uma das mulheres mais importantes do vinho italiano.

A família Cinelli Colombini faz vinhos na Toscana há centenas de anos, e nos anos 1960 foi um dos pioneiros do Brunello, com a Fattoria dei Barbi.

Donatella tem personalidade própria ousadia e ideias criativas.

Foi pioneira em promover o enoturismo na região, quando isso ainda não existia. Em 1993 criou o Movimenti del Turismo del Vino.

Ousou em deixar a Fattoria dei Barbi e montar sua própria vinícola em 1998, com seu nome. Ousou novamente em montar uma equipe só de mulheres, com a enóloga residente Barbara Magnani e a famosa consultora de Bordeaux Vaérie Lavigne (que atente Yquem, Cheval, Margaux, entre outros grandes Châteaux), que assumiu em 2010. Lavign mudou tatalmente o estilo dos vinhos, hoje mais frescos e elegantes. Antes disso a assinatura era do consultor italiano Carlo Ferrini, de mão mais pesada e estilo mais internacional (mais potência e mais madeira nova)

Seu vinho principal, o Brunello Prime Done é uma seleção feita por mulheres convidadas, Masters of Wine, Sommeliers, Enologas, que se reunem para escolher o blend

O lançamento mais recente é o vinho chamado “IOsonoDONATELLA” (eu sou Donatella, escrito desta forma), que é uma seleção feita à seu gosto pessoal, de melhores parcelas e barricas. O rótulo é muito bonito e o vinho excepcional.

ABAIXO OS VINHOS QUE PROVEI NA VISITA

Brunello di Montalcino Riserva 2013 

Granada quase claro. Aroma intenso, expressivo, madeira nova na frente, muitas especiarias, canela, cravo, tabaco. Paladar encorpado, madeira aparece na boca (precisa de tempo de garrafa), taninos presentes, equilibado, elegante

Nota: 94 pontos

Brunello di Montalcino Riserva 2012

Mais maduro e gordo que o 2013, aroma rico, complexo frutas maduras, vegetal musgo, Paladar de bom corpo, taninos finos, madura boa fruta, longo, excepcional

Nota: 96 pontos

Brunello di Montalcino Riserva 2007

Granada alaranjado escuro. Aroma ervas, balsâmicos, bastante madeira. Paladar potente, encorpado, com extração, taninos volumosos e maduros

Nota: 95 pontos

Brunello di Montalcino Riserva 2004

Granada escuro. Aroma rico, complexo, bastante madeira, fruta bem madura, muita especiaria, balsâmicos. Paladar potente, com extração, grande volume de boca.

Nota: 94 pontos

Brunello di Montalcino Riserva 1999

Granada escuro. Aroma intenso, mais integrado e mais complexo que os anteriores, balsâmico, fruta madura, madeira nova, bosque úmido Paladar encorpado, mas sem excessos, taninos maduros, equilibrado, excepcional conjunto

Nota: 96 pontos

Brunello di Montelcino IOsonoDONATELLA,2013

Granada entre claro e escuro. Paladar estruturado por bons taninos, ótimo frescor, tensão, taninos finos boa acidez Aroma intenso, fresco, notas de pelica, madeiras, especiarias picantes, pimenta branca, mineral, couro, tabaco. Elegante, completo, fino. Grande vinho

Nota: 97 pontos

Cenerentola 2016, da região de Orcia, na Umbria

65% Sangiovese and 35% Foglia Tonda. Cor muito escura, aroma intenso bastante frutado, notas de frutas negras maduras, notas de carne, nota mineral de grafite, ervas, especiarias. Paladar encorpado, muitos taninos mas doces. Outro estilo bem distinto dos Brunellos da empresa, bela surpresa

Nota: 92 pontos

Cenerentola 2015, da região de Orcia, na Umbria

65% Sangiovese and 35% Foglia Tonda. Garrafa Magnum. Aroma intendo, frutado, mineral, bosque húmido, grafite, ameixa preta, couro, ervas. Muitos taninos ainda, jovem, secando a boca, precisará de tempo

Nota: 90 pontos

Cenerentola 2008, da região de Orcia, na Umbria

Já com alguma evolução, mas ainda concentrado, mostrando fruta madura, muita madeira, mais que os anteriores, outros, muito couro, nota animal (mas sem bret), bom corpo, taninos prontos de bom volume

Nota: 89 pontos

Valeu pela visita! Volte sempre e deixe seu comentário. Aproveite para assinar nossa newsletter AQUI, curtir minha página no Facebook e minhas postagens no Instagram.

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com