Carregando

Aguarde, processando!

Vernaccia di San Gimignano, um vinho branco clássico italiano

Vernaccia di San Gimignano, um vinho branco clássico italiano

11/03/2020

Marcelo Copello

Itália

198 Visitas

Por Marcelo Copello

O Anteprima Vernaccia di San Gimignano 2020 aconteceu no dia 19 de fevereiro em San Gimignano-Itália e tive a honra de participar de uma belíssima prova às cegas de uma seleção dos melhores Vernaccias contra clássicos do novo mundo.

O sommelier italiano Alessandro Torcoli, diretor da revista italiana Civilità del Bere, selecionou os vinhos italianos e estrangeiros da Austrália, Nova Zelândia, Argentina, EUA e África do Sul. Esta degustação, que foi às cegas, teve o objetivo de mostrar o conceito de “vinho clássico” (de estilo reconhecível) contra o vinho de terroir (que expressa sua origem), que, segundo Torcoli, não são necessariamente complementares.

O Vernaccia di San Gimignano é vinho branco clássico italiano e ao mesmo tempo uma expressão de seu terroir, mantendo uma consistência de tipicidade de sua origem, mas ainda assim dando espaço para o estilo de cada produtor.

O evento aconteceu na Sala Dante, no Palazzo Comunale de San Gimignano, redeada de afrescos do século XIII.

Veja minha avaliação dos vinhos provados:

Vernaccia di San Gimignano Ostrea 2017, Mormoraia, Toscana-Itália

Cor verdeal, brilhante. Nariz intenso, aromático, frutado, com notas de flores brancas, limão, amanteigados. Paladar estruturado, acidez firme, textura macia, longo e muito elegante e equilibrado

Nota: 93 pontos

Vernaccia di San Gimignano Sant'Elena 2016, Terruzi, Toscana-Itália

Na cor é dourado claro e brilhante. Com aroma rico e intenso e paladar concentrado, com acidez excelente

Nota: 94 pontos

Vernaccia di San Gimignano Riserva Le Mandorle 2014, Fattoria Poggio Alloro, Toscana-Itália

Dourado de tom mais intenso já com alguma evolução na cor, aroma com noras de mel, frutas maduras. Paladar já com evolucao, cai um pouco no fim de boca, estilo oxidativo, tem boa complexidade e corpo.

Nota: 90 pontos

Vernaccia di San Gimignano Riserva L'Albereta 2014, Il Colombaio di Santa Chiara, Toscana-Itália

Dourado claro, nariz expressivo, com notas de frutas brancas maduras, flores. Paladar estruturado, ótima acidez, textura macia, grande equilíbrio.

Nota: 94 pontos

Vernaccia di San Gimignano Riserva 2013, Panizzi, Toscana-Itália

De cor clara. Aroma fresco, jovial, floral, madeira aparece um pouco. Paladar com acidez firme, textura macia, possivelmente proveniente de maceração pelicular.

Nota: 92 pontos

Vernaccia di San Gimignano Riserva 2013, La Lastra-Toscana-Itália

De cor dourada clara, com reflexos esverdeados. Aroma elegante, mineral salino, com noras de amêndoas, flores. Paladar elegante, fresco e equilibrado

Nota: 93 pontos

Chenin Blanc Cape Heritage 2019, The Society's-Stellenbosch-África do Sul

Cor clara e verdeal. Aroma fresco, jovial, cítrico, com notas de frutas brancas, fundo mineral. Paladar um pouco magro, acidez aguda.

Nota: 89 pontos

Riesling Polish Hill Vineyard 2019, Grosset, Clare Valley-Austrália

Cor clara, esverdeada. Aroma muito fresco cítrico, mineral típico da casta, de querosene. Paladar de acidez alta, ainda jovem, deve crescer

Nota: 91 pontos

Sémillon 2018, The Society's, Hunter Valley-Austrália

Cor muito clara, esverdeada. Aroma fresco, cítrico, cmo notas de limão e lima da pérsia. Paladar magro, muito seco, ótima acidez.

Nota: 88 pontos

Wild Sauvignon 2017, Greywacke, Marlborought-Nova Zelândia

Cor dourada clara. Aroma com madeira nova na frente mas que depois de algum tempo na taça se integrou, especiarias doces, frutas maduras, mineralidade explícita. Paladar de bom corpo com um ótimo meio de boca, estrutura firme, textura macia, ótima acidez. Grande vinho.

Nota: 95 pontos

Director's Cut Chardonnay 2017, Coppola, Russian River Valley-EUA

Dourado claro. Aroma com madeira nova na frente, boa fruta, notas amanteigadas e de caramelo. Paladar de bom corpo, boa acidez, conjunto bem equilibrado

Nota: 92 pontos

Adriana Vineyards White Bones Chardonnay 2016, Catena, Mendoza-Argentina

Cor clara, palha esverdeada. Aroma muito bem integrado de madeira, fruta e notas minerais. Paladar firme, de boa estrutura, com ótima acidez, textura macia, limpo e refinado, ainda jovem e um pouco fechado. Grande vinho, para guarda.

Nota: 94 pontos

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com