Carregando

Aguarde, processando!

Você já comprou algum vinho falsificado? Eu já!

Você já comprou algum vinho falsificado? Eu já!

25/01/2017

Marcelo Copello

Mundo do Vinho

2774 Visitas

Um assunto que está em foco em todo o mundo de BACO são os vinhos falsificados. Alguém aí já provou algum? Eu já tive nada menos que três "contatos imediatos" com este mundo paralelo. Relato aqui os três episódios:

Minha primeira experiência com vinhos falsos foi publicado em um de meus livros, Os Sabores do Douro e do Minho (editora Senac SP, 2009). Transcreverei do livro, no final deste texto.

O segundo caso aconteceu em Berlim-Alemanha há alguns anos. Eu estava em um bar e do cardápio constava Dom Pérignon vendido por taça a um preço incrivelmente bom. Pedi, é claro, e o famoso Champagne do monge estava irreconhecível. Como era by the glass pensei tratar-se de uma garrafa aberta há tempo demais. Reclamei com o garçom, que abriu uma nova garrafa ante meus olhos e confirmou minhas suspeitas. Aquilo não era Dom Pérignon nem para quem acredita em coelhinho da Páscoa ou pior, na Dilma.

A terceira experiência com um possível fake wine, foi há bem pouco tempo, na Borgonha. Eu estava no coração da região, em Nuits-Saint-Georges, e vi em uma loja um Meursault 1959 por um preço que cabia em meu bolso, ainda mais depois do desconto pedido e concedido. Embora desconfiado (francês não costuma dar desconto), a curiosidade foi maior que a prudência e naquela mesma noite o 1959 estava em minha taça. O vinho não tinha cor de 59, nem aromas de 59, nem paladar de 59, mas... não estava mal. De fato estava gostoso e parecia Meursault, mas poderia ser um bom 1999, quem sabe?

Ocorrência policial no Douro

(trecho do livro Os Sabores do Douro do Minho (Ed senac SP, 2009)

Em uma visita ao Douro ao parar em um bar para tomar um café, em frente famosa estação do Pinhão, observei algumas garrafas a venda no fundo do lugar. Tratava-se de nada menos que 3 garrafas de Porto Vintage Noval Nacional, das safras de 1960, 1964 e 1966. Estas garrafas não custam menos que 2 mil euros cada! Me fiz de ignorante, discretamente fotografei as mesmas e indaguei ao dono do local o preço. Ele me mostrou um recorte de alguma publicação mostrando que os vinhos eram realmente caros, mas que ele poderia me vender por 200 euros cada. Reclamei do preço e fui embora. Voltei ao local no dia seguinte com Rute Monteiro, da própria Quinta do Noval, incógnita. Ela observou as garrafas e anotou os números dos selos do IVDP. Imediatamente ligamos para o IVDP passamos as numerações dos selos que foram checadas e eram verdadeiras, mas haviam dois detalhes que delatavam a fraude... Primeiro, uma das garrafas estava com o selo carcomido, talvez propositalmente. E outra das garrafas tinha um “erro” que só mesmo alguém da própria quinta notaria: a design do rótulo dos vinhos da empresa mudou ao longo dos anos e a garrafa em questão, de uma safra antiga tinha seu rótulo (ao que tudo indica “copiado”) de uma safra mais recente, de cor diferente, letras diferentes etc. Imediatamente acionamos os fiscais do IVPD que foram ao local para tomar as providências legais. 

Veja mais em: meus livros

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com