Carregando

Aguarde, processando!

SALTA, no topo do mundo do vinho argentino

SALTA, no topo do mundo do vinho argentino

20/12/2018

Marcelo Copello

Mundo do Vinho

1505 Visitas

Por Marcelo Copello (fotos e vídeos de Marcelo Copello, foto de abertura Bodega Porvenir)

Até os anos oitenta Salta, no extremo norte da Argentina, era Torrontés, branca aromática plantada em parrais. Os tintos da região eram poucos e sem grande qualidade. 

A região tornou-se mundialmente conhecida com a chegada do enólogo consultor francês Michel Rolland, em 1988, para trabalhar na bodega Etchart. A partir daí a região tomou impulso, muito novos produtores surgiram (hoje são 45), vinhedos antigos de Malbec foram recuperados e outros criados, tornando esta a casta mais plantada da região.

Anfiteatro - estrada para Cafayate

LOCALIZACAO

É importante ressaltar que a região vinícola que comumente chamamos de

Salta, na realidade abrange 4 províncias: Salta, Jujuy, Tucumán e Catamarca

Os vinhedos estão quase todos localizados nos Vales Calchaquíes, que se estendem por 270km e atravessam três das quatro províncias (exceto Jujuy). O mais correto então seria se referir a região não como Salta mas como Vales Calchaquíes.

Localizados entre as latitudes 23 e 28 sul (na altura do norte do Rio Grande do Sul até o Paraná), os vinhedos estão em altitudes radicais, entre 1.600 a 3.100 metros. Podemos dizer que estes são os vinhedos mais altos do mundo.

Quem visitar a região não pode perder o passeio pelos 200km de estrada entre a cidades de Salta e Cafayate, com paisagens belíssimas e paradas obrigatórias em alguns pontos turísticos. 

Mapa Regiao Norte

UVAS e SOLO

Com já dito hoje a Malbec é de longe a casta mais importante da região, representando 35% do total de vinhedos e 52% do total de tintos. Nas últimas décadas muitos parrais de Torrontés foram arrancados para dar lugar a Mabec plantada em espaldeira.

A segunda casta mais plantada segue sendo a Torrontés Riojano e ainda em parrais, representando 28% do total de vinhedos e 89% do total de castas brancas.

A terceira casta mais importante por aqui é a Cabernet Sauvignon (18% do total de vinhedos), que se adaptou muito bem aos clima radical da região e gera vinhos muito particulares

Outras variedades com alguma expressão são as tintas Tannat, Merlot e Cabernet Franc; e as brancas Sauvignon Blanc, Chardonnay e Moscatel.

Bodega El Porvenir

     Bodega Etchart

SOLO e CLIMA

Os solos dos Vales Calchaquíes são francamente arenosos. Encontram-se aqui porém inúmeros microterroirs, com variantes em retenção de água e componentes como granito, calcário, argila, xisto e cascalho, possibilitando boa “margem de manobra” para os enólogos locais.

Mais que o solo, o fator predominante aqui é a altitude. Como já dito, estes são os vinhedos mais altos do mundo, entre 1.600m e 3.100, que conjugados ao clima semi-desértico (200mm anuais), latitude quase tropical e amplitude térmica brutal, tornam os vinhos daqui únicos.

Não se engane que acha que pela altitude o clima geral aqui é mais frio que em Mendoza. A latitude faz com que no fim das contas as temperaturas médias anuais não sejam muito diferentes do Vale de Uco em Mendoza.

A amplitude térmica aqui é coisa séria e engrossa consideravelmente as castas das uvas.

Lembro da primeira vez que visitei a região, se não em engano foi em 2003. Eu estava degustando uma longa série de vinhos na área externa de uma vinícola, de onde podia-se ver um termômetro. No fim da tarde o dito marcava mais de 30oC e o sol era forte, chapéu e protetor solar obrigatórios. Pude ver em pouco mais de uma hora, à medida que o sol baixava o termômetro despencava de mais de 30 para pouco mais de zero. As mão gelaram, os vinhos idem, de modo que fui obrigado a terminar a degustação ao lado da lareira.

ESTILO E RELEVÂNCIA

Embora representem apenas 2,8% do volume de vinho da Argentina, os vinhos de Salta/ Vales Calchaquíes, assim como os vinhos da Patagônia, têm estilo próprio e tem um papel especial no panorama do vinho Argentino.

Os Malbecs daqui são diferentes dos de Mendoza, com mais pimenta e especiarias e mais notas balsâmicas. Os Cabernets (Sauvignon e Franc) são mais herbáceos, com mais especiarias e pirazinas. Sem esquecer é claro, da Torrontés, que aqui desenvolvem muitos terpenos, são muito florais e são com certeza os brancos argentinos mais populares no mundo.

BODEGAS

Nesta recente visita a região estive em algumas bodegas e provei os vinhos de outras tantas.

Bodega El Esteco

O primeiro deles foi a Bodega El Porvenir, que tem 70 hectares, todos em espaldeira, e faz cerca de 300 mil garrafas. Lá visitei a Finca Alto los Cuises, a 1850 metros de altutude, com apenas 1 hectare, plantado em 2011 com Malbec e Chardonnay, cuja primeira colheita foi apenas em 2015. Provei a safra 2017 e fiquei muito bem impressionado com o perfil diferenciado e mineral dos vinhos, em especial o Malbec.

De lá visitei a tradicional Etchart, onde estive em um vinhedo de 1862, plantado com uvas Criolla e provei nada menos que 21 vinhos. Destaque para o ícone Arnaldo B, um dos primeiros vinhos premium da Argentina.

Um dos projetos mais eecentes da região é Los Vallisto, de um triunvirato de enólogos de prestígio: Hugh Ryman (flying winemakers de Bordeaux), Marcelo Pelleriti de Mendoza, pupilo de Michel Rolland e hoje referencia mundial em enologia; e Pancho Lavaque, quinta geração de um família indissociável da história do vinho de Cafayate. O projeto é pequeno mas ousado: apenas 50 mil garrafas, de rótulos e vinificação modernos. Provei seis vinhos e embora meu predileto (de longe) tenha sido o excepcional blend Felix, os que mais chamam a atenção são pouco convencionais e muito bem elaborados Vallisto Extremo Criolla e Vallisto Extremo Barbera.

     Bodega El Porvenir

Fiquei hospedado na Bodega El Esteco, uma das mais emblemáticas de Cafayate (antiga Michel Torino), fundada em 1892. Com 750 hectares, produz vinhos com 90% de uvas próprias. Lá provei 13 vinhos e embora meu predileto tenha sido o blend Chañar Punco, o que mais chamou à atenção foi a linha El Esteco Old Vines. Este projeto visa recuperar vinhedos antigos abandonados, elaborando pequenas parcelas vinificadas em ovos de concreto, das castas Criolla, Torrontes, Malbec e Cabernet Sauvignon.

VINHOS

Avaliei 46 vinhos desta região. Meus prediletos foram

MELHOR TINTO/MELHOR BLEND:

El Esteco Chañar Punco 2014, Bodega El Esteco

MELHOR BRANCO:

Laborum Torrontés Parcela 2017, Bodega El Porvenir

MELHOR MALBEC:

Laborum Parcela Malbec Finca Alto Los Cuises 2017, Bodega El Porvenir

MELHOR TINTO DE OUTRAS CASTAS:

Laborum Tannat Single Vineyard Finca El Retiro 2016, Bodega El Porvenir

VINHOS PROVADOS em ordem de notas:

BRANCOS

Laborum Torrontés Parcela 2017, Bodega El Porvenir

Laborum Torrontés Oak Fermented 2017, Bodega El Porvenir

Blanc de Blancs 2018, Bodega El Esteco

Laborum Torrontés 2018, Bodega El Porvenir

El Esteco Old Vines Torrontés 2018, Bodega El Esteco

Laborum Parcela Chardonnay Finca Alto Los Cuises 2017, Bodega El Porvenir

Amauta Torrontés 2018, Bodega El Porvenir

Vallisto Sauvignon Blanc 2018, Vallisto

Alta Vista Estate Premium Torrontés 2018, Alta Vista

Cafayate Torrontés Gran Linaje 2018, Bodegas Etchart

Don David Torrontés 2018, Bodega El Esteco

Vallisto Torrontés 2018, Vallisto

Cafayate Torrontés Reserve 2017, Bodegas Etchart

Cafayate Torrontes 2018, Bodegas Etchart

DOCE

Torrontés Gran Linaje Cosecha Tardía 2017, Bodegas Etchart

El Esteco Torrontés Tardio 2017, Bodega El Esteco

TINTOS

El Esteco Chañar Punco 2014, Bodega El Esteco

Laborum Tannat Single Vineyard Finca El Retiro 2016, Bodega El Porvenir

Laborum Parcela Malbec Finca Alto Los Cuises 2017, Bodega El Porvenir

Altimus 2014, Bodega El Esteco

Felix 2013, Vallisto

Laborum Syrah Single Vineyard Finca Rio Seco 2016, Bodega El Porvenir

Laborum Parcela Malbec Finca Alto Rio Seco 2016, Bodega El Porvenir

Arnaldo B 2014, Bodegas Etchart

El Esteco Old Vines Cabernet Sauvignon 2017, Bodega El Esteco

El Esteco Fincas Notables Merlot 2015, Bodega El Esteco

Pasacana 2015, Bodega Fernando Dupont

Amauta Corte III Reflexion Malbec-Cabernet 2017, Bodega El Porvenir

Cabernet Sauvignon Gran Linaje 2016, Bodegas Etchart

El Esteco Cabernet Sauvignon 2016, Bodega El Esteco

El Esteco Malbec Fincas Notables 2015, Bodega El Esteco

Malbec Reserva 2017, Amanecer Andino

Cafayate Malbec Gran Linaje 2017, Bodegas Etchart

El Esteco Fincas Notables Cabernet Franc 2015, Bodega El Esteco

Vallisto Malbec 2014, Vallisto

Fincas Notables Cabernet Sauvignon 2015, Bodega El Esteco

Amauta Corte II Respeto Cabernet-Merlot,2017, Bodega El Porvenir

Vallisto Extremo Barbera 2018, Vallisto

Amauta Malbec 2018, Bodega El Porvenir

Cafayate Cabernet Sauvignon Reserve 2016, Bodegas Etchart

El Esteco Old Vines Criolla 2018, Bodega El Esteco

Vallisto Extremo Criolla 2018, Vallisto

Amauta Absoluto Cabernet Sauvignon 2017, Bodega El Porvenir

Cafayate Malbec Reserve 2017, Bodegas Etchart

Cafayate Cabernet Sauvignon 2018, Bodegas Etchart

Cafayate Malbec 2018, Bodegas Etchart

Valeu pela visita! Volte sempre e deixe seu comentário. Aproveite para curtir minha página no Facebook e minhas postagens no Instagram.

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com