Carregando

Aguarde, processando!

Saiba quais os melhores roses da Espanha, Itália e França

Saiba quais os melhores roses da Espanha, Itália e França

04/02/2016

Marcelo Copello

Mundo do Vinho

1517 Visitas

O prazer de degustar vinhos rosados começa em sua linda cor, mas não para por aí, eles conquistam os cinco sentidos. No olfato encantam pelo frescor, no paladar seduzem gosto e tato por sua maciez e, por fim, vencem a audição, pois vêm acompanhados de boa conversa e risadas.

Mostro hoje a segunda parte da prova de 48 rosados de todo o mundo. No post passado mostramos exemplares selecionados de Chile, Argentina, Estados Unidos, África do Sul e Portugal. Hoje encerramos com os três maiores países produtores: Espanha, Itália e França.

Antes do resultado da prova seguem algumas considerações:

Para meu trabalho é fundamental provar juntos muitos vinhos de uma mesma categoria (como neste caso, 48 rosés), pois só assim posso ir além da análise de cada taça e ter uma perspectiva do mercado, das tendências e dos estilos, para então informar os leitores.

A gama de estilos de rosés e grande e está cada vez mais diversa. Até pouco tempo os poderíamos dividir dois principais grupos, os mais frutados, principalmente do novo mundo, de cor mais intensa, e os mais delicados e mais claros, principalmente da Provence-França. Hoje já existem muitos rosados de outras origens que não Provence emulando seu estilo, com ótima qualidade.

Admitamos, rosés são mais tecnologia que terroir. A mão do enólogo e o cuidado na elaboração pesam muito. Outro fator que pesa é a logística (e o giro), para fazer chegar rápido e em boas condições, as safra mais recentes do produto à prateleira.

Como já citado, nos rosados, mais que em brancos e espumantes, a juventude é fator primordial. Procure comprar vinhos com até 2 ou 3 anos de idade. Lembrando que a colheita no hemisfério norte é geralmente em setembro e no hemisfério sul em março. Neste momento (inicio de 2016), procure vinhos do hemisfério sul das safras de 2015 e 2014, e do norte de 2014 e 2013. Cuidado com vinhos mais velhos que isso, tente provar antes de comprar uma quantidade maior.

Como em tudo no vinho há exceções, provei alguns vinhos das safras 2011 e 2012 que estavam excelentes. Por outro lado eliminei diversos vinhos desta prova. Os problemas foram principalmente queda de acidez pela idade, mas também tive amostras com problemas de TCA (bouchonée), redução e oxidação.

Destaques:

Espanha - Altozano Rosé 2014

Itália - Rosamara 2014

França -  Terra Amata 2014

         Whispering Angel 2014

         Cuvée Clarendon 2011

         Sancerre 2012, Pascal Jolivet

Espanha

Altozano Rosé 2014, Finca Constancia, Castilla-Espanha (Inovini, www.inovini.com.br, R$ 61).

Elaborado com Tempranillo e Syrah. Cor viva em tons entre cereja e pêssego. Aroma fresco, intenso, com notas de tutti fruti. Paladar macio, fresco, com 13,5% de álcool, boa acidez, jovem e delicioso. 

Nota 87 pontos

Gran Feudo Rosado 2013, Chivite, Navarra-Espanha (Mistral, www.mistral.com.br, US$ 22,90).

100% Garnacha. Cor clara e brilhante em tom cereja. Aroma fresco e frutado, com notas de framboesa e groselha. Paladar leve e macio, com 13% de álcool, acidez ainda correta, persistência média. 

Nota 86 pontos

Caminito 2014, Terra Remota, Catalunha-Espanha (Viníssimo,  www.vinissimo.com.br, R$ 207,33).

Elaborado com 50% Syrah e 50% Garnacha Negra. Cor be clara e brilhante em tom salmão. Aroma frutado, fresco, com notas de framboesa, groselha. Paladar muito leve, macio, com 13% de álcool, curto, mas nem por isso deixa de ser delicioso. Nota 86 pontos

Viña Vilano Rosado 2013, Bodegas Viña Vilano, Ribera del Duero-Espanha (Grand Cru, www.grandcru.com.br, R$ 81).

100% Tempranillo. Cor entre cereja e casca de cebola, mais carregada. Aroma de cerejas em calda, frutas maduras. Paladar seco, com uma ponta de taninos, , 13,5% de álcool, um rosé mais serio e gastronômico.

Nota 85 pontos

Borsao Rosé Selección 2013, Bodegas Borsao, Campo de Borja-Espanha (World Wine, www.worldwine.com.br, R$ 86,80).

100% Garnacha. Cor de tangerina. Aroma de frutas maduras. Paladar macio, quente, com 13,5% de álcool, acidez moderada, curto, já maduro.

Nota 83 pontos

Itália

Rosamara 2014, Costaripa, Lombardia-Itália (Wine Brands, www.winebrands.com.br, R$ 179).

Elaborado com Sangiovese, Groppello, Mazermino e Barbera. Cor em tons de pêssego. Aroma sutil e elegante, com notas de flores e frutas brancas, acácia, melão e delicado, com notas de frutas brancas, melão. Paladar muito leve, macio, 12,5% de álcool, fresco e longo, delicioso.

Nota 89 pontos

Belfiore 2014, Castelo di Magione, Umbria-Itália (Decanter, www.decanter.com.br, R$ 94,30).

Elaborado com Grenache. Cor entre pêssego e casca de cebola. Aroma fresco e elegante, com notas florais e de frutas vermelhas frescas. Paladar leve e macio, com apenas 12% de álcool, frescor e elegância.

Nota 87 pontos

Talamonti Rose 2014, Talamonti, Abruzzo-Itália (Wine Brands, www.winebrands.com.br, R$ 93).

100% Montepulciano d´Abruzzo. Cor mais fechada em tons de casca de cebola, quase um tinto. Aroma mostrando frutas vermelhas maduras, cerejas em calda, Paladar macio, com taninos, 13% de álcool, carece de leveza e frescor, este não é um rosé de piscina e sim para a mesa.

Nota 83 pontos

França

Terra Amata 2014, Domaine Sorin, Côtes de Provence-França (Decanter, www.decanter.com.br, R$ 104,47).

Elaborado com 40% Grenache, 15% Cinsault, 15% Mourvèdre, 10% Syrah, 10% Carignan, 5%Rolle e 5% Ugni Blanc. Cor clara e brilhante em tons entre rosa e salmão. Aroma elegante, e intenso, com notas de pera, melancia, framboesa, fundo mineral. Paladar com acidez firme, textura macia, apenas de 12,5% de álcool, longo e fresco.

Nota 91 pontos

Whispering Angel 2014, Château d'Esclans, Côtes de Provence-França (Interfood, www.todovino.com.br. R$ 238,59).

Elaborado com Grenache, Cinsault, Rolle (Vermentino), Tibouren, Syrah, Carignan e Mourvèdre. Linda cor muito clara e brilhante, em tom cor-de-rosa. Aroma intenso, aberto, frutado e floras, com notas de tutti frutti, rosas e violetas. Paladar leve e com um ótimo equilíbrio entre maciez, algum residual de açúcar e a acidez muito boa. Para a beira da piscina, com muito estilo.

Nota 90 pontos

Cuvée Clarendon 2011, Domaine Gavoty, Côtes de Provence-França (Franco Suíssa, www.francosuissa.com.br, R$ 89).

Grenache 80%, Cinsault 20%. Cor clara e brilhante em tons entre pêssego e tangerina. Aroma sutil, de flores e frutas, chá, meloa. Paladar leve e macio, com 13,5% de álcool, acidez equilibrada, sem sinais de decadência aos 5 anos de idade.

Nota 88 pontos

Sancerre 2012, Pascal Jolivet, Loire-França (Interfood, www.todovino.com.br, R$ 222,09).

Elaborado com Pinot Noir. Cor de pêssego, clara e brilhante. Aroma delicado, elegante, com notas frutadas, que lembram flores e cítricos, como tangerina, notas de morango. Paladar leve com acidez bem marcada (toque frisante, indica leve re-fermentação na garrafa) e álcool baixo, 12,5% de álcool, ainda jovem e nervoso.

Nota 88 pontos

Marius rosé 2014, M. Chapoutier, Languedoc-França (Mistral, www.mistral.com.br, US$ 23,90).

Elaborado com Grenache e Syrah. Cor clara e brilhante, em tom entre salmão e pêssego. Aroma fresco e elegante com notas florais e frutas vermelhas frescas. Paladar leve, com  13% de álcool, boa acidez, bem proporcionado.

Nota 87 pontos

Romance 2014, Berne, Côtes de Provence-França (Grand Cru, www.grandcru.com.br, R$ 96).

Elaborado com Cinsault e Grenache. Cor  clara em tons de pêssego. Aroma delicado, floral, frutas vermelhas, framboesas, pêssego, rosas. Paladar leve e macio, apenas 12,5% de álcool, acidez equilibrada. Uma delícia.

Nota 87 pontos

Vendanges d'Une Nuit 2014, Marquières, Languedoc-França (Vinhos do Mundo, www.vinhosdomundo.com.br, R$ 89,50).

Cor clara e brilhante em tom pêssego. Aroma fruta e floral, com uma nota de doçura, de frutas cristalizadas. Paladar macio, com apenas 12% de álcool, muito agradável com um discreto residual de açúcar bem equilibrado com seu frescor.

Nota 86 pontos

Aimé Roquesante Rosé 2014, Aimé Roquesante, Côtes de Provence-França (World Wine, www.worldwine.com.br, R$ 96,10).

Elaborado com Cinsault, Grenache e Syrah. Cor clara e brilhante em tons de pêssgo. Aroma elegante, com notas doces de frutas cristalizadas, cerejas. Paladar muito leve, macio, apenas 12,5% de álcool, acidez e persistência moderadas.

Nota 84 pontos

Rosé d'Anjou 2014, Remy Pannier, Loire-França (Inovini, www.inovini.com.br, R$ 82).

Elaborado com Cabernet Franc, Gamay e Grolleau Gris. Bela cor, muito clara, em tons entre pêssego e tangerina. Aroma igualmente delicado, com notas florais e frutas vermelhas frescas. Paladar na mesma leveza, com apenas 10,5% de álcool, doçura do açucar resaul aparente bem casada com boa acidez. Belo conjunto para quem procura um demi-sec leve e fresco.

Nota 84 pontos

Saúde!

Marcelo Copello (mc@marcelocopello.com )

www.marcelocopello.com

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com