Carregando

Aguarde, processando!

Com nobreza no nome – Vino Nobile di Montepulciano apresenta sua nova safra

Com nobreza no nome – Vino Nobile di Montepulciano apresenta sua nova safra

27/02/2018

Marcelo Copello

Mundo do Vinho

1859 Visitas

Por Marcelo Copello

O Vino Nobile di Montepulciano (Vinho Nobre de Motepulciano) é nobre não apenas no nome. Com mais de 2 mil anos de história, citado por Titus Livius na História de Roma, elogiado por Voltaire e por Thomas Jefferson, o vovô “Nobile” é, digamos, muito mais histórico que o menino Brunello di Montalcino.

Em um evento em 15 de fevereiro em Montepulciano a nova safras do Nobile foi apresentada a imprensa internacional. Tive o privilégio de estar lá e provar os 69 vinhos apresentados. Em paralelo foi anunciada a cotação oficial da safra 2017 (que chega ao mercado em 2020) – o Consorzio Vino Nobile di Montapulciano classificou 2017 como “5 Estrelas”, a cotação máxima (assim como 2015, a safra que está agora sendo lançada).

O VINO NOBILE HOJE

Com 1250 hectares cultivados por 250 viticultores, a produção do Nobile atinge de 7 milhões de garrafas, de 90 produtores/engarrafadores.

O maior problema que vejo no Nobile hoje é a falta de identidade. Primeiramente a confusão do nome – Montepulciano é ao mesmo tempo o nome de uma cidade e de uma uva/casta. Assim, Vino Nobile di Montepulciano (feito predominantemente com Sangiovese na Toscana) e Montepuciano d’Abruzzo (feito com a casta Montepuciano em Abruzzo), são completamente diferentes, na origem e na composição.

Outro problema que vejo é a falta de um estilo bem marcado. Os mais de mil hectares do Nobile são heterogêneos e a obrigatoriamente de um mínimo de 70% de Sangiovese é pouco, e com muitas possibilidades de castas/uvas para completar os 30% restantes. Seja como for, há vinhos excelentes, em estilos diversos.

SAFRA 2015

O evento apresentou os novos lançamentos, que são os Vino Nobile di Montepulciano 2015, Vino Nobile di Montepulciano SELEZIONE 2015 e os Vino Nobile di Montepulciano RISERVA 2014, bem como alguns “retardatários” das safras até 2010.

Como estilo 2015 foi uma safra quente, que resultou em colheita um pouco precoce e vinhos encorpados, taninos presentes e acidez alta, que deve precisar de mais tempo para atingir seu apogeu. No geral achei a qualidade irregular, com alguns vinhos excelentes, gastronômicos; outros duros, ou carentes de fruta ou mesmo já decaindo. Os Selezione em geral estavam abaixo dos demais, pois neles havia mais madeira que estrutura.

VINHOS PROVADOS - DESTAQUES

Dos 69 vinhos provados, seguem os meus 25 prediletos (os vinhos abaixo podem todos ser consultados no banco de dados de vinhos neste link: http://www.marcelocopello.com/vinhos

Vino Nobile di Montepulciano 2015

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Romeo

Rubi escuro. Aroma intenso, perfumado, flores, salgado, cítrico, licor de cereja, framboesas, mineral ferroso. Paladar de boa estrutura, taninos secantes, presentes, boa acidez, elegante, gastronômico.

Nota: 92 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Boscarelli

Rubi claro. Aroma fresco, fruta muto fresca, quase ácida, especiarias, pimenta, cereja, ameixa, azeitonas. Paladar de acidez ainda bem presente, taninos finos e vivos, precisa de mais algum tempo, muito fresco, gastronômico, bom potencial para evoluir, excelente.

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Messaggero 2015, Montemercurio

Granada escuro, aroma intenso, fim de boca salgado, seco, paladar de medio corpo, taninos presentes, boa acidez nervoso, precisa de tempo, bom potencial

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Santa Caterina 2015, Tenuta Trerose

Granada claro. Aroma elegante e fresco, com notas de flores, pelica, frutas vermelhas, cítricos, laranja vermelha (arancia rossa), muitas especiarias, madeira usada, cedro, nota salgada. Paladar seco e delgado, de medio corpo, fresco, boa acidez, muito bem equilibrado, tem finesse.

Nota: 90 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Priorino “Viola”

Rubi claro. Aroma delicado, elegante e bem integrado, frutas vermelhas frescas, framboesas, flores, ervas, alecrim. Paladar de médio corpo, um pouco magro e de acidez bem presente, com taninos presentes, precisa de tempo, tem potencial.

Nota: 90 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Fattoria della Talosa

Rubi violáceo quase escuro. Aroma de médio ataque, frutado, frutas frescas, amora, cereja, especiarias picantes. Paladar de médio-bom corpo, consistente, fresco, bons taninos já mais prontos e acidez equilibrada.

Nota: 90 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Burberosso 2015, Metinella

Cor mais escura e aroma mais frutado, madeira nova, intenso, notas de morango, ameixa, tabaco, pimenta preta, lavanda. Paladar de bom corpo, um pouco mais de gordura, macio com boa acidez, taninos presentes.

Nota: 90 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Bindella

Rubi entre claro e escuro. Aroma fresco, vivo, frutas vermelhas frescas, cereja, especiarias alcaçuz, floral. Paladar de médio corpo, fresco, acidez e taninos presentes (precisa de tempo para evoluir), excelente vinho gastronômico.

Nota: 89 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Poliziano

Rubi violáceo quase escuro. Aroma intenso e frutado, especiarias, alcaçuz, frutas negras, amora, ameixa. Paladar de médio-bom corpo, amplo, bem vivo, com acidez e taninos finos presentes gastronômico e agradável

Nota: 89 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Fattoria la Braccesca

Rubi violáceo escuro. Aroma intenso e frutado, frutas maduras bem definida, amora, framboesa, especiarias, nota balsâmica, Paladar de bom corpo, frutado, macio, moderno, bem equilibrado, pronto.

Nota: 89 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2015, Croce di Febo

Granada quase escuro, intenso e típico, muitas especiarias doces, frutas, cerejas preta, laranja vermelha (arancia rossa), cassis, flores, rosas, notas balsâmicas. Paladar ainda tânico, um pouco bruto, secando a boca, boa acidez, precisa de tempo de garrafa, tem boa matéria prima e deve evoluir bem.

Nota: 89 pontos

SELEZIONE, RISERVA e OUTROS

Vino Nobile di Montepulciano Riserva 2013, Boscarelli

Rubi granada entre claro e escuro. Aroma de frutas frescas, cítricos, arancia rossa (laranja vermelha), madeira bem integrada, elegante, muitas especiarias, terra molhada. Paladar seco e sério, taninos presentes, boa estrutura, longo, bom potencial

Nota: 92 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione Vigneto Sant'Ercolano 2010, Carpineto

Rubi violáceo escuro, Aroma com muita madeira nova, boa fruta, geleias, couro, nota balsâmica. Paladar encorpado, bastante tânico ainda, com ótima, grande vinho, precisa de tempo.

Nota: 92 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione Simposio 2013, Tenuta Trerose

Granada entre claro e escuro. Aroma de fruta doce, geleias, especiarias, couro, passas, barrica nova, balsâmico, nota salina, lavanda. Paladar de bom corpo, com boa concentração de taninos doces, boa acidez, longo, com potencial de guarda.

Nota: 92 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione Parceto 2015

Gattavecchi

Rubi escuro. Aroma mais intenso, rico e com boa concentração de fruta, amora e ameixas maduras, amoras, framboesas, madeira nova. Paladar de bom corpo, taninos doces e finos, bom conjunto, equilibrado, excelente,

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Riserva Chiusino 2015, Fattoria della Talosa

Rubi escuro, aroma salgado, especiado, frutas secas, cítricos, cereja, Paladar de bom corpo, taninos secos e presentes, boa acidez, bom potencial, personalidade

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Riserva 2014, Fattoria della Talosa

Rubi violáceo muito escuro. Aroma concentrado, frutas bem maduras, madeira integrada, especiarias doces, alcaçuz, baunilha, amoras, cassis. Paladar de bom corpo, taninos finos e doces, acidez equilibrada, ótimo conjunto, moderno e bem elaborado

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2013, Barbanera

Rubi escuro. Aroma frutado, frutas doces, ameixas, madeira, azeitonas. Paladar de bom corpo, taninos presentes, doces, finos, longo, bom conjunto.

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Riserva Origine 2013, Nottola

Rubi muito escuro. Aroma concentrado de frutas negras bem maduras, madeira presente e bem integrada, muitas especiarias doces. Paladar concentrado, frutado, taninos doces, longo e com potencial

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano 2014, Casanova

Muito bom, aroma limpo frutado, cereja preta, laranja. Paladar de medio com corpo, taninos finos, fresco, boa acidez, clássico.

Nota: 91 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione Poderuccio 2014, Casa Vinicola Triacca,

Rubi violáceo escuro. Aroma intenso, frutado, fruta limpa, bem definida, amoras, framboesas, ameixas, alcaçuz. Paladar de médio bom corpo, conjunto equilibrado com taninos e acidez levemente presentes,

Delicioso

Nota: 90 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione Poggio Sant'Enrico 2010, Carpineto,

Muito escuro, aromas de cassis, alcaçuz, encorpado, madeira nova, especiarias picantes, taninos presentes, grande estrutura, belo vinho, falta um pouco de equilíbrio, talvez tempo de garrafa, mas tem grande potencial. Nota: 90 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione 142-4 2015, Metinella

Granada quase escuro. Aroma delicado, cítrico, nota de madeira, couro, frutas secas, especiarias, lavanda. Paladar de bom corpo, taninos presentes, conjunto sério e seco, deve evoluir.

Nota: 89 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Selezione Podere le Caggiole 2015, Tiberini,

Granada entre claro e escuro. Aroma bastante doce e ao mesmo tempo fresco, com fruta madura, tangerina, cereja, especiarias, flores secas, lavanda, azeitonas. Paladar de medio-bom corpo, taninos presentes.

Nota: 89 pontos

Vino Nobile di Montepulciano Riserva Bossona 2013, Dei

Rubi escuro. Aroma intenso de fruta madura, madeira nova bem casada, especiarias doces, pimenta, mentol. Paladar de bom corpo, taninos doces, acidez equilibrada, estilo moderno, pronto.

Nota: 89 pontos

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com