Carregando

Aguarde, processando!

Armand de Brignac, o champagne de luxo

Armand de Brignac, o champagne de luxo

12/03/2017

Marcelo Copello

Mundo do Vinho

1474 Visitas

Por Marcelo Copello

O Rio recebeu semana passada o lançamento do Champagne Armand de Brignac. A marca de luxo, também conhecida como Ace of Spades, inaugura no Brasil parceria com importadora Domno, parte do grupo Famiglia Valduga.

Este Champgane ganhou fama quando foi comprado em 2013 por US$ 520 milhões pelo rapper norte-americano Jay Z. A garrafa, que chama a atenção pelo seu packaging extravagante, também desperta a curiosidade pelo seu alto preço:

Armand de Brignac Gold: R$3.000

Armand de Brignac Rosé: R$5.000

Armand de Brignac Blanc de Blanc: R$8.000

Vejam abaixo minhas notas de prova:

Champagne Armand de Brignac Rosé

Elaborado com Pinot Noir 50% (sendo 15% em tinto e 35% em branco), Pinot Meunier 40% e Chardonnay 10%, das safras 2009, 2010 e 2012, com 8,5 gramas de açúcar e mínimo 3 anos com suas borras. Cor rosada clara e brilhante, com perlage fina e abundante, aromas florais de rosas, frutas vermelhas frescas, morangos, leveduras. Paladar seco, de médio corpo, estrutura firme e ao mesmo tempo delicado, com boa cremosidade. Estilo elegante, mais para delicado que encorpado

Nota: 91 pontos


 

Champagne Armand de Brignac Brut Gold

Elaborado com Chardonnay 40%, Pinot Noir 40% e Pinot Meunier 20%, das safras 2009, 2010 e 2012, com 9 gramas de açúcar e mínimo 3 anos com suas borras. Amarelo palha com reflexos dourados, brilhante, perlage pequena e abundante. Aroma complexo e elegante, com notas de flores brancas, fruta brancas, pera, pêssego, brioche, crème brûlée. Paladar seco, de bom corpo, fresco, com boa acidez, com ótimo equilíbrio, mais para elegância que potencia.

Nota: 91 pontos

Champagne Armand de Brignac Blanc de Blanc

Elaborado com Chardonnay 100%, das safras 2009, 2010 e 2012, com 8 gramas de açúcar e mínimo 3 anos com suas borras. O melhor e mais complexo e profundo dos três exemplares provados. Amarelo dourado brilhante, perlage muito fina, aroma complexo, com acento mineral, notas de flores brancas, brioche, cítricos, frutas cristalizadas. Paladar bastante seco e com firme acidez, grande elegância e equilíbrio. Delicioso.

Nota: 94 pontos

Leia também: Champagne – melhor com bolhas maiores

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com